Quanto custa viajar para Tailândia?

Essa é a pergunta que, na minha opinião, é a mais complexa de se responder. Obviamente tudo varia do ritmo de cada pessoa, dos costumes, do estilo de viagem que mais lhe agrada. Eu, particularmente, sempre fujo dessa resposta. Primeiro porque odeio fazer os cálculos, me assustar com tudo o que foi gasto e ter que cancelar os planos para a próxima viagem.  Segundo porque, como disse, considero os custos algo extremamente pessoal.

 

Então, nesse post, vou listar o que eu gastei. Mas que não necessariamente foi o que sua amiga que fez a mesma viagem gastou e pode ser muito longe do que você irá gastar. Porque além das diferenças de estilo mesmo, há de se considerar época, cotação do dólar e outras variações.

Notas de bath da Tailândia

Contextualizando

-> Nossa viagem foi feita entre 27 de fevereiro e 17 de março de 2017. Ou seja, 18 dias de viagem.

-> Não ficamos apenas na Tailândia. Aproveitamos para dar um pulinho em Luang Prabang, no Laos. Listamos todos os gastos dessa parte também.

-> Optamos por dividir o tempo em que ficaríamos no litoral nos hospedando em duas praias distintas: Railay (3 dias) e PhiPhi (4 dias).

-> Então no fim nosso roteiro ficou: Brasília – Guarulhos – Bangkok (2 diárias) – Luang Prabang (5 diárias) – Ao Nang (1 diária) – Railay (3 diárias) – PhiPhi (4 diárias) – Bangkok (2 diárias) – Guarulhos – Brasília.

-> Viajamos em um grupo de 6 pessoas. Não era excursão (rs). Um grupo de amigos mesmo.

Passagem

As passagens para a Tailândia costumam ser a parte mais cara dessa viagem. Então esse pode ser o fator principal para deixar sua viagem cara ou barata. No segundo semestre de 2016 e primeiro semestre de 2017 houve um boom de promoções de passagens para a Tailândia e graças a uma oferta relâmpago da Qatar, pagamos apenas R$ 1568 na passagem de ida e volta de Guarulhos para Bangkok com conexão em Doha, no Catar.

Como saímos de Brasília, pagamos mais R$ 270 pelo trecho BSB – GRU (ida e volta). Viajamos em fevereiro de 2017. Geralmente, sem promoção, uma passagem para a Tailândia pode custar entre R$ 3 e R$ 5 mil. Como disse, essa costuma ser a parte mais cara, pois a hospedagem e a alimentação por lá são bem em conta. Inclusive, das passagens aéreas internas. Para voar de Bangkok para Luang Prabang, no Laos, pagamos R$ 450 no trecho só de ida com a companhia Laos Airlines.

Para voltar de lá indo direto para Krabi (que foi onde descemos para ir para Railay Beach – explicamos a logística nesse post aqui), pagamos mais R$ 450 pela Air Asia.  Essa ficou um pouco mais cara porque não era saindo e chegando em um mesmo ponto. Tivemos que comprar trechos separados e a maneira mais em conta foi essa.

Para ir de Railay Beach para PhiPhi usamos o Ferry Boat e pagamos R$ 45. De PhiPhi até Pukhet, onde pegamos o voo de volta para Bangkok, também fomos de Ferry e pagamos R$ 50 por pessoa. De Pukhet para Bangkok fomos de avião e pagamos R$ 145 em um voo da Air Asia.

Valor total gasto com passagens: R$ 2528 por pessoa.

Hospedagem

BANGKOK

Tem opções para quem quer gastar muuuuuito pouco e também para quem quer esbanjar. Minha opção foi por hospedagens boas e com preços acessíveis. Ou seja, um meio termo. Em Bangkok, onde passamos por duas vezes, nos hospedamos em duas diferentes regiões, dependendo do que queríamos ver.

A noite na Khao San Road em Bangkok

Contamos tudo nesse post aqui, mas basicamente nos hospedamos uma vez próximo a Khao San Road, no Ratchadamnoen Residence, pagando R$ 160 a diária de um quarto de casal com café da manhã. Na volta, optamos por ficar próximos aos grandes centros de compras e pagamos os mesmos R$ 160 por diária em no iCheck inn Sukhumvit 19, mas sem café da manhã. Os dois hotéis eram bem localizados, com quartos grandes e confortáveis.

LUANG PRABANG

Em Luang Prabang nos hospedamos em uma pousada super aconchegante, a Golden Lotus Place. Localização, comida e atendimento perfeitos. Pagamos R$ 150 na diária para casal com café da manhã.

AO NANG

Ao vir do Laos para Railay, descemos no aeroporto de Krabi tarde da noite, então acabamos nos hospedando alí mesmo para só no dia seguinte seguir para Railay. Então ficamos no Maleedee Bay Resort e pagamos R$ 150 na diária para casal com café da manhã.

RAILAY

Nos hospedamos na Praia de Railay West, no Railay Princess Resort & Spa. Foi uma super escolha. Pagamos barato e ficamos encantados com a estrutura e atendimento do hotel. Fora a comida que era fantástica e barata. Pagamos R$ 230 na diária para casal com café da manhã.

PHIPHI

Foi onde encontramos preços menos razoáveis. Tudo é mais caro comparando com as outras regiões que visitamos. A diferença no valor da hospedagem, por exemplo, fica ainda mais gritante quando comparamos com Railay Beach, que é uma praia igualmente sensacional, mas menos badalada. Ficamos em um resort pé na areia e pagamos R$ 420 na diária para casal com café da manhã.

Total gasto com hospedagem (17 diárias): R$ 1800 por pessoa (lembrando que R$850 foram gastos só no hotel de PhiPhi, o mais caro de toda a viagem). Valor média da diária por pessoa: R$ 105.

Alimentação

Comer na Tailândia (e no Laos também) é bom e barato. Optamos por comer em bons restaurantes e fugir da comida de rua, que é ainda mais barata. Gastamos uma média de R$ 30 por refeição – com bebida, sobremesa e gorjetas. Esse valor é para almoço e janta mesmo. Se for lanche, dá para gastar só R$10.

Elefin | Bangkok

Valor estimado gasto com alimentação durante toda a viagem: R$ 900 por pessoa.

Passeios

Essa parte também pode ser cara, mas vai depender muito do que você quer fazer. Então vou listar aqui apenas os passeios que fizemos:

Sleep Aboard Maya Bay: R$350
Visita a 5 dos principais templos de Bangkok: R$65
Passeio de Caiaque: R$20
Passeio com elefantes no Laos: R$250
Aula de culinária no Laos: R$115
Cachoeiras no Laos: R$35
Passeio para Hong Island (se dividido com 4 pessoas): R$60
Passeio pelas Ilhas em PhiPhi: R$65

Valor total gasto com passeios durante toda a viagem: R$ 960 por pessoa

Resumo

Precisar um valor exato é impossível, mas em uma estimativa próxima, gastamos R$ 6200 por pessoa por 18 dias de viagem (por 2 países) com passagens, hospedagens, alimentação e passeios. Alguns vão gastar muito mais que isso e outros muito menos. Como disse, tudo vai variar de acordo com o gosto, costume, exigências de cada pessoa. Nesse valor não calculamos as várias massagens que fizemos ou souvernirs que compramos… coisas que vai ser muito difícil você fugir.

E você? Foi para a Tailândia e gastou mais ou menos que a gente? Conta aqui! 

Pacotes All Inclusive - Com tudo incluso é muito mais gostoso!
Compartilhe este artigo!

Comentários

  1. Pingback: 10 coisas que você precisa saber ao organizar uma viagem para a Tailândia | Across the Universe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *