Aula de culinária laociana em Luang Prabang

Ainda em Luang Prabang, resolvemos participar de uma aula de culinária laociana oferecida pelo Restaurante Tamarind. O curso começou com uma visita ao mercado local e terminou em um sítio com mesa repleta de comidas típicas feitas por 14 alunos de diferentes partes do mundo. Legal, não? Como disse nesse outro post aqui, nossa passagem pelo Laos foi realmente incrível, com experiências diversas. E a aula de culinária foi um dos pontos altos da nossa visita.

Pagamos 285 mil kips (algo em torno de R$ 115) por pessoa no pacote que inclui o transporte, a visita ao mercado, a aula e o almoço com sobremesa. Bebidas são cobradas à parte. As reservas devem ser feitas com antecedência, pois é oferecido apenas uma aula por dia (dá para fazer pelo site).

O cooking class começa cedo no mercado local. Lá, o chef super bem humorado mostra para o grupo os ingredientes que usaremos e apresenta aqueles que são os segredinhos dos temperos laocianos. Legumes e verduras são a base da culinária deles, juntamente com cozidos e grelhados. E praticamente tudo tem um toque de capim limão. É quase uma marca registrada na comida.

Depois das compras, seguimos de van para uma chácara de propriedade do Restaurante Tamarind, afastada da cidade. Lá há uma super estrutura para o curso, com outros funcionários e um cenário bem aconchegante, com lago artificial e um rio passando ao lado. Alí eles também cultivam alguns dos ingredientes em uma pequena horta. No lugar de fogão, fogareiro. Tudo muito bem pensado e organizado.

Logo na entrada recebemos aventais e fomos direcionados ao balcão, onde tudo o que precisávamos estava ao alcance das nossas mãos. Cada um tem suas ferramentas e um fogareiro próprio.

Começamos com a preparação de um molho bem temperado que serve para acompanhar o arroz grudento (sticky rice), típico da culinária do Laos. Esse arroz é servido geralmente como entrada.

Em seguida, preparamos um Mok Pa, um peixe com ervas cozido na folha de bananeira. Apanhamos para fazer a trouxinha com a folha, mas no fim deu tudo certo. Também fizemos uma salada com broto de feijão, cebolinha e carne de búfalo em cubos e a especialidade do Restaurante Tamarind, um Capim limão recheado com carne de frango moída temperada com muitas ervas. Delícia.

Antes de ir para a mesa, ainda aprendemos a fazer o arroz doce (roxo ou branco) com leite de coco e frutas, que é a sobremesa mais famosa do Laos. O curso termina com todo o grupo experimentando a própria produção e realmente ficou tudo muito saboroso. No fim, cada aluno recebe uma apostila com todas as receitas.

Quer saber mais sobre o que vivemos no Laos? Aqui nesse índice tem todos os posts já escritos sobre nossa passagem por Luang Prabang. 

Compartilhe este artigo!

Comentários

  1. Cada vez mais estou incluindo experiências culinárias nas minhas viagens. Adorei as dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *