Vancouver: Capilano Suspension Bridge

Uma das principais atrações de Vancouver é a ponte suspensa de Capilano (Capilano Suspension Bridge) que fica em um santuário ecológico em North Vancouver. A ponte tem 140 metros de comprimento, balança que é uma beleza e está a 70 metros do Rio Capilano, bem próxima de um cânion.

Capilano Suspension Bridge | Vancouver

O parque onde fica a atração é privado. Para entrar você paga CA$ 34,95 (CA$ 28,95 para estudantes) e vê pouco mais do que a ponte por onde já passou Indiana Jones no filme O templo da perdição. Logo após a portaria, você vê um mini museu onde é contada a história sobre a construção da ponte, à direita alguns totens e, mais  a frente, a ponte.

Suspension Bridge | Vancouver

Depois de cruzá-la, há um bosque bem estruturado com trilhas suspensas que levam de uma árvore a outra (ThreeTops Adventure). Ainda no parque, há outra opção de aventura, a Cliff Walk, um caminho suspenso projetado sobre o abismo e que pode ser mais desafiador do que cruzar a ponte. Para completar as atrações, alguns cafés, um restaurante com preços assustadores e uma lojinha de souvenir.

Capilano Suspension Bridge | Vancouver | ParqueCapilano Suspension Bridge | Vancouver | Cliffwalk

Como chegar

Para chegar até Capilano, você pega o Seabus (Waterfront Station) para North Vancouver. No terminal, pegue o ônibus 236 até o parque. Você não levará mais do que 30 minutos desde o centro de Vancouver. Outra opção é pegar o Shuttle gratuito que leva até portaria do parque. O ônibus tem quatro pontos de parada em Downtown, o mais famoso, Canada Place. Confira os pontos e os horários aqui.

Opção gratuita

Agora se você achou o preço do ingresso caro, há uma saída: ir para o Lynn Valley. Um parque que fica quase ao lado de Capilano, cheio de trilhas e cachoeiras e que também tem uma ponte suspensa. E advinhem? É gratuito. Para chegar até lá, ao invés de pegar o ônibus 236, vá no 228 e pare no Lynn Valley.

Informações adicionais

Esse post faz parte da série “O essencial de Vancouver“. Não deixe de visitar os demais artigos publicados até então:

O essencial de Vancouver

Deep cove: Um dos lugares mais lindos de Vancouver

Que tal experimentar um Japadog?

O Aquário de Vancouver e suas 70 mil espécies

Os mendigos de Vancouver

Visitando o Stanley Park

Compartilhe este artigo!

Comentários

  1. Dá demais, Camila! Achei que era frescura do povo, mas não é de jeito nenhum. 🙂

  2. Pingback: Deep cove: Um dos lugares mais lindos de Vancouver

  3. Pingback: O essencial de Vancouver

  4. Pingback: O Aquário de Vancouver e suas 70 mil espécies

  5. Pingback: Vancouver: Que tal experimentar um japadog?

  6. Pingback: Vancouver: o charme europeu de Gastown

  7. Pingback: Como usar o transporte público de Vancouver

  8. Pingback: Nosso Roteiro: Vancouver

  9. Gisele
    04 abr 2016

    Adorei seu blog, parabens, gostaria de saber qto tempo devo dispensar para visita ao Capilano? meio dia???
    obrigada

  10. ana paula queiroz
    17 ago 2017

    Oi Polliana, seu blog tem me ajudado muito a programar minha viagem pra Vancouver. Gostaria de saber se o shuttle gratuito para essa ponte funciona a noite, pois quero ver o winter festival. Obrigada!

    • Oi, Ana Paula. Nesse link aqui você confere os horário de saída dos ônibus diariamente. Agora tá vigente o calendário de verão e pelo que vi não tem nada noturno. No inverno costuma ser pior, porque os ônibus dessa linha deixam de circular ainda mais cedo. 🙁

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *