Nosso Roteiro: Lisboa

Dias frios e uma chuvinha fina, mas insistente. Foi dessa forma que em novembro de 2014 eu conheci Lisboa e entrei pela primeira vez em Portugal, país maravilhosamente conservado. O Marcelo esteve três meses antes, em setembro do mesmo ano e já encontrou a capital portuguesa com muito sol, calor e um céu azul limpo e claro. A capital é relativamente pequena se comparada aos grandes centros. Tem um sistema de transporte público eficiente, uma culinária excepcional e infinitas atrações, mas na minha opinião andar por aquelas ruas e praças sem grandes roteiros é uma das melhores maneiras de se conhecer Lisboa.

Lisboa | Largo Chiado

Como se locomover

Primeira providência é adquirir um cartão do transporte público de Lisboa, seja o Viva Viagem ou 7 Colinas ou até mesmo o 2 em 1 Lisboa Card. Para os dois primeiros, você pode comprar nas máquinas ou nos guichês de atendimento do metrô. Mas é importante saber que eles só aceitam os cartões emitidos em Portugal, então é melhor ter dinheiro em mãos e em notas de no máximo €10, já que as máquinas não dão troco acima desse valor. Aliás, não aceitar cartões internacionais é um problema em muitos estabelecimentos em Portugal.

Lisboa | Cartão Viva

Na máquina você escolhe como abastecer o cartão que custa €0,50. O ticket de uma viagem custa €1,40. Se vai usar bastante o transporte público, vale a pena carregar o bilhete com o ticket de 24h e que custa € 6. Assim você anda à vontade de metrô, ônibus (chamado de autocarro) e elétrico. E o melhor, ele realmente vence 24h depois e não com a virada do dia.

Se preferir, você pode abastecer o cartão com o valor da sua preferência e a cada vez que passar na catraca, eles debitam €1,40 referente a uma viagem. Os valores de recarga são pré-determinados (€5, €10 ou €15). O cartão também vale no Elevador da Glória e no Elevador de Santa Justa, mas você ainda precisa pagar a outra metade do bilhete: € 1,50 (Inteira é €3).

Transporte Público em Lisboa

A terceira e mais cômoda opção para conhecer Lisboa usando o transporte público é o Lisboa Card. Além do passe livre em ônibus, metrô, bondes, elevadores e trens (Cascais-Cais do Sodré e Sintra-Rossio), você ainda tem entrada gratuita em várias atrações, como o Mosteiro dos Jerónimos, a Torre de Belém o Museu de Arqueologia e descontos em outras, como o Padrão dos Descobrimentos e o Castelo de São Jorge. Ele custa € 18.50 para 24h€ 31.50 para 48h e € 39 para 72h. E você pode comprar em vários pontos de informações turísticas.

Lisboa Card

Como ir do Aeroporto ao Centro

Do Aeroporto de Lisboa ao Centro são cerca de 7km. O trajeto de táxi custa em média € 15. Se você chegar entre 1h e 6h da manhã, é melhor pegar o táxi. Mas se não tiver muitas malas, o metrô é uma excelente opção. A estação fica praticamente dentro do aeroporto (ao sair pela porta principal é só descer a escada rolante à sua direita). O metrô funciona entre 6h30 e 1h.

Outra opção para sair do Aeroporto é o Aerobus, que vai até o Cais do Sodré e tem 11 paradas no percurso (Marquês de Pombal, Av. Liberdade e Rossio são algumas). O ônibus funciona entre 7h e 23h20min e sai a cada 20 minutos. O bilhete é adquirido diretamente com o motorista e custa € 3,15 ou € 4,95 ida e volta.

Também há duas linhas de ônibus convencionais fazendo o trajeto, a 744 e a 783 que para na Praça Marquês de Pombal. Mas atenção: só é permitido entrar com bagagem pequena. Eles especificam até a medida limite: 50x40x20. O bilhete é aquele mesmo esquema do metrô; precisa do cartão e custa € 1,40 cada viagem. Se deixar para comprar diretamente com o motorista, pagará mais caro: €1,80.

Onde se hospedar

Nesse post aqui relacionamos três hotéis onde já hospedamos em Lisboa e a nossa avaliação sobre cada um deles.

E se estiver procurando um hostel, ficamos em um muito bacana em excelente localização no Centro Histórico de Lisboa, próximo ao Elevador de Santa Justa e a estação de metrô Baixo Chiado, o Golden Tram 242 Lisbonne Hostel. Novo, moderno e com ótima estrutura.

Lisboa | Golden Tram 242 Lisbonne Hostel

Onde comer

Comer em Portugal é um momento sublime. E para mim, o melhor é que as delícias já começam no café da manhã (que é o forte do Manoel J).  As padarias são inúmeras e nem dá para ficar relacionando aqui as melhores, pois não encontrei nenhuma ruim. Não tenha medo de optar por aquela onde você come em pé, no balcão, pois com certeza ela terá inúmeras delícias também.

Pastel de Belém | Lisboa

As padarias também são uma pedida perfeita para o lanche da tarde. E melhor ainda se for com o legítimo Pastel de Belém. Todas as padarias oferecem o pastelzinho, mas a receita original é da lanchonete que fica em Belém mesmo e que leva o mesmo nome. Você pode se assustar com filas na porta, mas por dentro o local é gigante, então rapidinho desocupam um lugar.

Lisboa | Fila para os Pastéis de Belém

O Mercado da Ribeira, em frente ao Cais do Sodré, foi transformado em uma grande praça de alimentação gourmet, point de grandes chefs. Achei a ideia fascinante. O mercado antes era restrito à venda de verduras, flores e artesanato e, após uma revitalização que deixou o ambiente bem mais moderno, o local reúne mais de 30 restaurantes dos mais estilos e para os mais variados gostos (e bolsos) com um ponto em comum: tudo feito com produtos portugueses. Excelente local para fazer uma pausa no roteiro, tomar uma cerveja e comer com tranquilidade. Fica aberto entre 10h e 00h.

Lisboa | Mercado da Ribeira

A Silvia, do Matraqueando, fez uma lista muito boa de onde comer bem e barato em Portugal.

O que visitar

Mosteiro dos Jerônimos

Fica em Belém. Construído após a descoberta do caminho para a Índia por Vasco da Gama, o mosteiro passou a ser um orfanato em 1833. A entrada no Mosteiro custa €10 (gratuita com o Lisboa Card), mas na igreja a entrada é gratuita. A igreja é rica em detalhes e logo na entrada você vê os túmulos de Vasco da Gama e Luís de Camões.

Mosteiro dos Jerônimos | Lisboa

Praça do Império

Fica em frente o Mosteiro, em Belém. Tem um lindo jardim com fonte e alguns bancos. É local ideal para uma pausa.

Praça do Império | Lisboa

Padrão dos Descobrimentos

Fica do outro lado da Praça do Império, já às margens do Rio Tejo em Belém. É uma escultura de pedra que retrata uma caravela com personagens portugueses importantes para a navegação e para os descobrimentos. No chão, logo ao lado, um mapa explica as rotas dos navegadores portugueses.

Lisboa | Padrão dos Descobrimentos

Lisboa | Padrão dos Descobrimentos e Ponte 25 de Abril

Torre de Belém

Também fica às margens do Rio Tejo. Foi construída em 1515 como um forte que defendia o porto de Lisboa.  A entrada custa €6 (gratuita com o Lisboa Card) e você sobe muitos degraus de uma escadaria estreita. Além da vista que se tem de lá, achei o passeio um tanto sem graça, visto que não tem muito o que se ver no interior da torre.

Lisboa | Torre de Belém

Museu do Combatente e Forte do Bom Sucesso

Fica ao lado da Torre de Belém e é um espaço ao ar livre com exposição de equipamentos militares usados pelas Forças Armadas Portuguesas e uma homenagem a combatentes que serviram Portugal.

Lisboa | Museu do Combatente

Praça Marquês de Pombal

Região central, onde fica a estátua do famoso Marquês. Marca o início da Avenida Liberdade, uma das principais vias de Lisboa e, apesar de movimentada é ótima para um passeio. Há lojas de grandes marcas e também algumas bancas de artesanato no decorrer da avenida.

Parque Eduardo VII

Fica de frente à Praça Marquês de Pombal. Foi construído em homenagem ao rei inglês que visitou Lisboa em 1903. Daqui saem os clássicos city tours dos ônibus vermelhos, o Hop on Hop off.

Praça Pedro IV

Também conhecida como Rossio. Tem uma estátua de Dom Pedro I (Em Portugal é conhecido como Pedro IV) e um obelisco. A calçada é igual ao famoso calçadão de Copacabana.

Praça do Comércio

Visita obrigatória em Lisboa, a Praça do Comércio (ou Terreiro do Paço, mesmo nome da estação do metrô) é considerada uma das maiores praças da Europa. O local, que por dois séculos funcionou como palácio dos reis de Portugal, hoje está ocupado por órgãos públicos, cafés e restaurantes, como o Martinho da Arcada (onde existe uma mesa em homenagem a Fernando Pessoa, exímio frequentador) e museus como o Museu da Cerveja e o interativo Lisboa Story Centre. O local é perfeito para curtir o fim da tarde e o pôr do sol a beira do rio Tejo ou do mirante do Arco da Rua Augusta.

Praça do Comércio | Lisboa

Museu da Cerveja

Fica na Praça do Comércio. Pagamos €3,50 para entrar e com direito a degustação de uma cerveja artesanal. A atendente não dá muita explicação e te deixa mais à vontade. Na primeira parte é um ambiente fechado e escuro, com um boneco de um mago como se estivesse produzindo cerveja. Na segunda parte você vê tampinhas, garrafas e anúncios antigos de cerveja do mundo todo.

Lisboa | Museu da Cerveja

Ponte 25 de Abril

Lembra muito a Golden Gate, de São Francisco (EUA) e a semelhança não é coincidência, já que ambas as pontes foram construídas pela mesma empresa. A 25 de Abril dá acesso à cidade de Almada, onde fica uma estátua de Jesus bem parecida com o Cristo Redentor – o Santuário Nacional do Cristo Rei.

Lisboa | Ponte 25 de Abril

Mirantes (ou Miradouros)

Como a cidade tem várias colinas e ladeiras, há vários mirantes com excelentes vistas. Não deixe de visitar ao menos um. Nesse post do Viaje na Viagem, há uma lista de cinco mirantes em Lisboa.

Miradouro de Santa Catarina

Lisboa | Miradouro de Santa Catarina

Miradouro de São Pedro de Alcântara

Lisboa | Miradouro de São Pedro de Alcântara

Castelo de São Jorge

Apesar de não ter conseguido entrar (já estava fechado quando cheguei), recomendo esse passeio. O Castelo fica no ponto mais alto da cidade. Então dá para imaginar a vista linda que se tem de lá. A entrada custa €8.50. Se você tiver o Lisboa Card o ingresso sai por €6.80.

Oceanário de Lisboa

Não cheguei a ir, mas é conhecido como um dos maiores aquários públicos do mundo. Fica localizado no Parque das Nações, no sul da Doca dos Olivais. Os ingressos custam €18.50 para adultos e €11 para crianças de 4-11 anos. Crianças até 3 anos não pagam.

Bairro Alto e Chiado

Bairros bem charmosos e conhecidos como a parte mais boêmia da cidade. Opção para uma cerveja no fim do dia ou um restaurante para o jantar.

 

E você, já foi à Lisboa? Tem alguma dica para nos passar? Deixe aqui na caixa de comentários, ora pois!

Informações adicionais

Saiba mais sobre Portugal acessando os demais posts publicados até então:

Onde se hospedar em Lisboa
Sugestão de roteiro em Porto
A viagem entre Lisboa e Porto
Visitando as caves em Porto

 

Quer ir para Portugal empacotado?*

Sabemos que se você chegou ao nosso blog e a esse post é por que está planejando sua viagem sozinho. Mas se por acaso você mudar de ideia e quiser se preocupar só em viajar, uma das opções é comprar um pacote em uma agência de confiança.

Já conhecem o Zarpo?

O Zarpo é um clube de compras de viagens, mais sofisticado e com acesso restrito e por convite (pegue o seu aqui). As ofertas de pacotes ou diárias de hotéis são divulgadas somente para os sócios. Não há cupons. Você escolhe suas datas e tem a reserva confirmada na hora. E caso precise customizar seu pacote (outra cidade de saída, mais noites, ocupação diferente, etc.), eles fazem o possível para atender e adequar a sua solicitação especial. Legal, né?

Pacotes de viagem promocionais para Portugal

E eles estão com pacotes promocionais para Portugal, com datas até setembro de 2018, e que podem interessar a você.

Veja só:

Lisboa - 6 noites em hotel 4 estrelas a partir de R$ 4.963**

Lisboa & Porto - 6 noites em hotel 4 estrelas a partir de R$ 5.575**

Portugal & Santiago da Compostela - 7 noites em hotel 4 estrelas a partir de R$ 7.415**

Lisboa & Ilha da Madeira - 5 noites em hotel 5 estrelas a partir de R$ 7.427**

* informação atualizada em 15/11/2017
** tarifas por pessoa em apartamento duplo.

Pacotes All Inclusive - Com tudo incluso é muito mais gostoso!

Compartilhe este artigo!

Comentários

  1. Bóia
    28 dez 2015

    Oi, Polliana. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *