Sugestão de roteiro por Wellington

A capital da Nova Zelândia, Wellington, é uma cidade pacata, com cerca de 600 mil habitantes e que está localizada no extremo sul da Ilha Norte. Moderna, bem estruturada e rodeada pelo mar e montanhas, a cidade oferece excelentes opções culturais com a vantagem de que muita coisa pode ser feita a pé, já que a cidade é compacta e se divide em duas partes; a dos negócios na parte baixa, e a residencial, na parte alta.

Wellington | Nova Zelândia | O cartão postal

Para se ter uma ideia da beleza da cidade, Wellington foi o principal cenário da produção da trilogia ‘O Senhor dos Anéis’. Mas ao programar uma viagem para lá, é preciso estar ciente também de outros dois detalhes: a mudança de clima acontece aproximadamente de 10 em 10 minutos e devido a uma falha geológica, a cidade está susceptível a terremotos. Eu fiquei na cidade apenas cinco dias e presenciei um. É tão comum que a maioria das construções foram erguidas em cima de bases de borracha, incluindo prédios governamentais.

Sistema Anti-Terremoto em Wellington

Como é comum nas capitais, há uma grande mistura de nacionalidades em Wellington, o que resulta em uma boa oferta de restaurantes com culinária de quase todas as partes do mundo. A cidade ainda tem uma excelente zona comercial, com grifes luxuosas e outras mais populares.

O que fazer em Wellington?

Quer uma sugestão de roteiro? Eu ousaria sugerir um passeio começando pela zona portuária, local com excelentes restaurantes, pubs, parques, museus e ainda com wifi grátis. Mesmo que não tenha intenção de ir em nenhum desses lugares, experimente apenas passar o tempo no local, olhando a água transparente, os barcos indo e vindo e a paisagem deslumbrante.

Zona Portuária de Wellington | Nova Zelândia

Mas se quer fazer turismo, então faça um passeio de barco inesquecível. Ao retornar, almoce em um dos restaurantes do porto e tome um vinho neozelandês enquanto aprecia essa vista:

Os diversos tons do mar em Wellington, Nova Zelândia

Em seguida, visite o museu City & Sea e saiba mais sobre a construção da capital da Nova Zelândia. De lá, siga para o The Papa e conheça um dos maiores e mais dinâmicos museus do mundo (esse museu merece umas boas 3 horas lá dentro, então se tiver tempo, deixe para visitá-lo no outro dia). Depois pegue o Cable Car e vá conhecer o Museu da locomotiva. Desça explorando as belezas do Jardim Botânico, depois vá ao Parlamento, pegue um tour grátis e aprenda um pouco sobre o trabalho dos políticos e do Governo Neozelandês.

Jardim Botânico e Museu do Cable Car

Você pode terminar seu tour em um dos pubs da região. Mas se quer fechar o dia com chave de ouro, pegue um táxi, peça para te levar ao Monte Vitória e conheça a vista que vai fazer você se apaixonar pela Nova Zelândia. Depois volte aqui e conte para gente o que achou do roteiro na prática e se, assim como eu, está programando a viagem de volta. 😉

Informações Adicionais

Gostou deste post? Não deixe de ler os demais artigos publicados aqui no blog sobre Wellington na Nova Zelândia. 😉

Murdoch James: Visitando uma vinícola na Nova Zelândia

Um passeio pelo mar da Nova Zelândia

Um tour no Parlamento Neozelandês

O Jardim Botânico

Museu do Cable Car

Andando de Cable Car

Museu City & Sea


Siga o Across the Universe no Twitter: @acrosstheblog

no Instagram: @acrosstheblog

e curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/acrosstheblog


Cupom de 15% de desconto no Seguro Viagem

Nenhum Comentário para "Sugestão de roteiro por Wellington"

Deixe seu Comentário

Não deixe de ler a nossa Política de Comentários.**






* Campos de preenchimento obrigatório