O dia que o Papa Francisco abençoou minha filha

Decidimos que queríamos comemorar o aniversário de 01 ano da Helena, dia 22/09/17, viajando. O destino escolhido foi a Itália. Nelsinho me surpreendeu no dia das mães com os bilhetes aéreos em meu e-mail. Pensa na minha felicidade!

Tão logo comecei a planejar a viagem, quis me organizar para que estivesse em Roma em um dia de “missa” do papa. Queria vê-lo, ainda que fosse daquela janelinha da Basílica. Mas não fazia ideia de como faria.

Em agosto, um mês antes, uma amiga – Millena Lopes – esteve lá e tomei um susto com os posts dela no Instagram, pois ela viu o papa bem de pertinho. Descobri que ela tinha ido à audiência pública, que nesse dia aconteceu na parte interna. Fiquei louca e pensei: quero tentar isso!

Millena Lopes cumprimentando o Papa Francisco

Millena cumprimentando o Papa Francisco

Assim que ela chegou de viagem, peguei um monte de informações. Bombardeei-a com perguntas. A partir das respostas, a coisa começou a tomar forma e me organizei para que estivesse em Roma no dia 27/09, dia da audiência pública, que aconteceria na Praça São Pedro. De antemão, mandei o fax para o Vaticano e no dia seguinte recebi um e-mail informando que eu poderia retirar os convites no dia 26/09. (Leia neste post aqui como conseguir o convite para a audiência pública).

Às vésperas da viagem, ainda no Brasil, também entrei em alguns blogs que davam dicas bem específicas para o evento e um artigo me chamou a atenção, pois dizia que o papa costumava parar quando tinha crianças ou deficientes físicos. Eu pensei: “Uai! Vou tentar ficar próximo de dos corredores por onde passa o papa móvel. Quem sabe ele não para e abençoa a Helena?”

Mas sabe quando a gente só “viaja”, mas na verdade não acredita que vai conseguir?

Chegamos na Itália dia 13/09 e fomos a várias cidades. Chegamos em Roma dia 26/09 e fomos à Praça São Pedro retirar os convites. Para quem chega de frente para a Basílica, pegue à direita, passa entre as colunas. Vai encontrar um segurança que deixará apenas uma pessoa seguir. Após, logo à direita, haverá um guarda suíço que indicará a entrada para local onde se retiram os ingressos.

Convite para audiência pública com o Papa Francisco

No dia seguinte chegamos bem cedo, por volta das 7h. Mas já estava cheio e o que no começo era uma fila, virou tumulto. Estávamos com a Helena em um carrinho e em determinado momento apavoramos, vez que as pessoas começaram a empurrar muito e achamos que iam cair em cima dela. Começamos a gritar e uns seguranças colocaram ordem naquele pessoal sem educação. Logo eles nos deram preferência e entramos. Dali para frente foi tranquilo.

Só que quando chegamos não havia mais espaço para encostarmos nas grades, que era meu plano desde o começo. A gente ficaria ali e o quando o Papa passasse ficaria mais fácil vê-la. Mas tudo já estava cheio. Pensei: “É! Não deu”.

Imediatamente surgiu a Juliana, uma das pessoas que chamo de anjo dessa história. Ela é uma brasileira muito simpática que mora em Roma. Escutando o nosso português e nossos ares de frustração, nos chamou e disse para sentarmos um pouco à frente e que por volta de 9h10 fôssemos para perto dela, pois o Papa passaria ali pertinho. Ela estava próxima à entrada de um corredor, mas sabia que em determinado momento, ele seria fechado e uma grade seria colocada ali. Seguimos o que ela orientou e finalmente conseguimos encostar na grade.

Nelsinho ficou à frente com Helena no colo e eu atrás. Confesso que me deu um pouco de receio. Tinha lido que as pessoas costumavam empurrar e receei pela segurança dela. Todavia, um dos seguranças que estavam no corredor, bastante gentil, falou para o Nelsinho levantar a Helena no momento em que ele passasse, que isso aumentaria a chance do Papa vê-la.

Nessa hora a galera em volta passou a respeitar mais. Aquele pessoal sisudo ao lado, de repente se tornou de uma simpatia só. Acho que pensaram: “é…vamos preservar essa menina para que o Papa pare aqui.”

Quando ele finalmente começou a passar entre os corredores, formados pelas fileiras de cadeiras, o pessoal que estava atrás deu uma “pirada”, principalmente os mais jovens. Uns começaram a subir nas cadeiras, no que os seguranças imediatamente mandaram descer.

A partir desta hora eu fiquei concentrada no papa móvel, esperando a hora que ele passaria na nossa frente. Era meio confuso, a gente escutava o barulho da multidão por onde ele passava, mas não sabia exatamente onde estava.

De repente vi que ele vinha em nossa direção. E ali naquele momento, não me pergunte o porquê, tinha certeza que ele ia parar. Nelsinho depois me contou que aquele mesmo segurança, quando o papa móvel estava próximo, acenou com a cabeça para que levantasse a Helena. E assim ele fez. Então o Papa Francisco parou e outro segurança a pegou no colo e levantou até a altura dele, que a beijou e abençoou. Na sequência deu uma risada para ela e seguiu em frente. Tudo muito rápido.

Papa Francisco abençoando a pequena Helena

Papa Francisco abençoando a pequena Helena

Papa Francisco abençoando a pequena Helena

E eu? Eu fiquei louca! Incrédula. Chorava e tremia.

Quando eu me sentei, senti meus pés batendo no chão involuntariamente. Eu só tremia. As pessoas vinham conversar comigo, simpáticas, parabenizando e eu só chorava. Um misto de alegria, surpresa, de missão cumprida, sei lá!

Papa Francisco abençoando a pequena Helena - Visto do alto

Queria dividir essa alegria com nossas famílias e assim enviamos o vídeo para os mais próximos. Esse vídeo acabou se esparramando e virou notícia em todo o Brasil. Ficamos muito surpresos com a repercussão e muito gratos com o carinho recebido.

Pelo relato, pode-se perceber que nos esforçamos para estar lá, mas ao mesmo tempo contamos com pessoas generosas em nosso  caminho, as quais somos gratos. Fomos sem certeza de nada. Apenas com muita disposição e força de vontade, ingredientes indispensáveis para quem viaja com uma criança tão pequena.

Nosso objetivo, que era proporcionar um aniversário especial para o 1º ano de vida para a Helena, foi mais que cumprido. Daqui um tempo ninguém vai se lembrar dessa história, mas nós sim. E ela vai poder contá-la para o resto de sua vida. E fico muito feliz de ter feito parte dela.

Quer saber como participar de uma audiência pública com o Papa? Veja todas as informações nesse post aqui.

Pacotes All Inclusive - Com tudo incluso é muito mais gostoso!
Compartilhe este artigo!

Comentários

  1. Edite Fátima
    24 jan 2018

    Vocês, planejaram, acreditaram (mesmo achando que poderiam não conseguir) e Deus abençoou a Helena, pelo Papa.
    Que pessoa fantástica, o nosso Papa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *