Lagoa Azul de Formosa será interditada

Quem conheceu, conheceu. Quem não conheceu, não conhece mais. Não se depender da vontade dos proprietários da área particular onde fica a Lagoa Azul, uma nascente de águas cristalinas localizada no distrito de Bezerra, em Formosa (130km de Brasília). O local é antigo, mas ultimamente havia se tornado um passeio bastante comum principalmente para quem mora em Brasília. Os tours à lagoa eram feitos sem o consentimento dos proprietários e até quando não houve depredação, eles faziam vista grossa. Agora a coisa mudou um pouco de figura.

Realmente a situação da nascente estava ficando chocante. Em setembro de 2014 estivemos lá atraídos pela ideia de água cristalina, mata virgem e sossego. Era o que ouvíamos falar sobre a lagoa, já que nem era possível acampar por alí. Para nossa surpresa, quando chegamos ao local nos deparamos com um verdadeiro domingo de verão no clube. A lagoa estava cheia e a maioria das pessoas estavam acampadas.

Lagoa Azul - Formosa - Goiás - 01

Um cheiro de maconha tomava conta do espaço e várias garrafas de bebidas alcoólicas estavam espalhadas, além de latinhas e muuuuito lixo. Aliás, logo na entrada da trilha a lata de lixo se mostrava um item inútil. Tudo estava espalhado no chão. Uma cena deprimente. Na água, colchões infláveis e na beirada, coolers e churrasqueiras.

Lagoa Azul - Formosa - O Lixo

A água é realmente azul, mas não permanecia límpida diante de tanta agitação. A lagoa é pequena, mas funda, com aproximadamente 8 metros e a temperatura é fria, mas bem tranquila. A lagoa em si é bem legal, mas as condições do local deixam o passeio pouco atraente, mesmo porque o trajeto até ali não é tão simples.

Lagoa Azul - Formosa - Goiás - 03

A interdição

A decisão da interdição se dá exatamente devido a destruição que os visitantes têm causado no local. De acordo com informações da Cris Marques do blog Dentro do Mochilão, a falta de sensibilidade e consciência das pessoas está acabando com a lagoa e, se continuar como está, é uma questão de tempo para a nascente morrer.

Compartilhe este artigo!

Comentários

  1. Geologicamente a nascente não morre. As águas se poluem é fato!
    Mas o que me entristece nesse cenário é a simples tomada de decisão unilateral do proprietário em fechar o acesso. A água é bem da união e não dele, cabe a todo mundo a responsabilidade de uso.
    Mas entendo que é muito mais simples proibir o acesso do que torná-lo possível.
    Por que não transformar a área em uma RPPN? Por que não cobrar entrada e controlar o acesso e só autorizá-lo depois de passar por uma sessão de conscientização ambiental? Por que não monitorar e dar multa em quem deixa lixo? Por que não entrar em contato com órgãos responsáveis e pedir ajuda para tornar o acesso algo bom para todos?
    Acho um desrespeito não poder visitar cachoeiras, rios e mares nesse país. E com essa mesma desculpa, há alguns anos a cachoeira de Mumunhas foi fechada para o público.
    Uma pena. Afinal não podemos contar com as pessoas -nem as que visitam livremente por sua simples falta de educação nem as que detém o poder porque preferem optar pelo caminho mais fácil.

    • Oi Camilla! Certamente os donos tem os seus motivos para ainda não terem transformado em RPPN. Isso seria uma fonte de receita considerável pra eles. E quem não gosta de dinheiro? Enfim, você me fez ter uma ideia legal, a de procurar os donos para entender a real situação. Depois postamos aqui no blog 😉

    • Oi Marcelo,

      por certo eles têm seus motivos, e no final das contas decidiram fechar. Mas isso ainda assim é um desrespeito. Hoje foi colocada a placa de proibido o acesso. Me darei o trabalho de ir lá de forma institucional questionar a ação e verificar a legalidade da coisa toda, porque, acima de tudo, não é só uma questão de querer – nem minha, nem dele. O melhor para todos deve ser levado em consideração, e mais uma vez vemos decisões unilaterais sendo tomadas. E aqui estou opinando com o peso da minha atuação profissional que é o combate ao crime contra o meio ambiente (e depois de muitos anos de atuação na área, percebi que muitas dessas ações radicais de proibições lesam muito mais a sociedade do que protegem o meio ambiente). É preciso conversar.

  2. Lorena
    13 fev 2015

    Olá,

    que notícia triste…uma pena mesmo
    A lagoa já foi interditada? Estava querendo ir essa semana, espero não dar viagem perdida.

  3. ELA
    09 jul 2015

    Acho que os donos devem ser brasileiros e sabem o quanto é difícil educar brasileiros, prova disso é a educação do Brasil, tem professores que desistem da profissao, mas não podemos desistir, acho que a melhor saída é investir em educaçao ambiental para q os seres humanos entendam que a natureza devolve tudo que fazemos por ela e contra ela. Essa cultura de falta de educação no Brasil deveria estar em extinçao.

  4. Felipe felix
    08 set 2015

    Galera ainda ta fechado a lagoa azul ?

  5. Marcelo
    21 out 2015

    Os proprietários estão de parabéns… Podiam cobrar entrada, mas entre deixar tudo permitido ou tudo proibido, proibir é o maior respeito possível pro principal da área, que com certeza não são os visitantes

  6. alexandre
    15 out 2016

    “A água é bem da união e não dele, cabe a todo mundo a responsabilidade de uso.” foi uma piada, certo?
    garota, não interessa o que você acha, entenda, a propriedade é do cara, ele deixa entrar quem ele quiser, ele não tem obrigação alguma de deixar pessoas entrarem na propriedade dele e despejarem lixo e fazerem farra só para ser bonzinho
    você deixa entrar na sua casa todo mundo que quiser? acho que não…

  7. Pingback: Salto do Itiquira: uma opção de passeio nos arredores de Brasília | Across the Universe

  8. Ja tinha visto fotos deste lugar a 4 anos atras e queria muito ir la somente pra fazer algumas fotos sera que ao menos pra fotos o lugar estaria acessivel?Nunca fui antes pois moro na belgica ha 18 anos mas sou de goiania e em julho vou para o brasil para passar 2 meses quero trazer fotos de lugares incríveis como lençois maranhenses,bonito MT ,Pantanal e essa lagoa azul ia ser uns dos points a ser visto sera uma pena nao poder visitar o lugar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *