As 5 coisas que não gostei no Chile

Antes de qualquer coisa é bom esclarecer que o Chile é lindo e vale MUITO a pena conhecer. Mas como nada é perfeito, existem alguns pontos negativos. Abaixo relaciono as cinco coisas que não gostei no país*.

Sujeira e poluição visual

Foi a primeira coisa que reparei em Santiago e confesso que me decepcionou um pouco. Ouvia muito falar que o Chile é um dos países mais civilizados da América do Sul e a sujeira e a poluição visual me deixaram um tanto impressionada. Paredes, muros, monumentos, postes e até casas totalmente pichadas. É comum ver aqueles cartazes de festas e anúncios colados por toda parte, um em cima do outro, cola em cima de cola. Além de tudo, ainda tem muito lixo espalhado pelo chão. A boa notícia é que essa realidade é mais óbvia  na região central. Na parte mais moderna da cidade a situação é BEM melhor.

Poluição visual em Valparaíso, Chile

Fezes nas ruas

A cidade é tomada por cachorros de grande porte e de diferentes raças. Todos lindos e inofensivos circulam livremente pelas ruas. Mas a consequência disso é desagradável: montes de fezes nas calçadas e em TODOS os pontos turísticos. Conseguem imaginar isso? =/

Cachorros de rua em Santiago do Chile

Cigarro

Os chilenos fumam MUITO e não se importam se a fumaça incomoda outras pessoas. Fumam em ambientes fechados (inclusive no quarto de hotel, deixando uma lembrança eterna para os próximos hóspedes), fumam em restaurantes e nas ruas, jogando a fumaça na cara de qualquer um.

Por Felipe Santana

Homens folgados

Digamos que os chilenos são bem atiradinhos! Nas ruas, eles lançam olhares indiscretos e muitas vezes soltam “elogios” nada agradáveis. E não pense que eles se intimidam com a presença de um homem ao seu lado. Eles mexem até mesmo com as mulheres acompanhadas.

Oi? Tão folgados que invadem sua foto e ainda fazem pose

A cidade abre e fecha tarde

A cidade acorda e dorme tarde. Se a sua hospedagem não inclui café da manhã, por exemplo, prepare-se para só encontrar algo aberto depois das 8h30. A situação piora um pouco nos sábados e domingos. Em compensação, depois das 19 horas tudo ainda está aberto e o movimento é intenso até depois das 22 horas.


* É bom deixar claro que as observações foram feitas a partir de visitas feitas em Santiago, Valparaíso e Viña Del Mar e podem não expressar a realidade do país como um todo.

Leia mais sobre o Chile

Gostou deste post? Não deixe de ler os demais artigos publicados aqui no blog sobre a nossa viagem ao Chile.

Um City Tour circular por Santiago

Uma visita a vinícola Concha Y Toro

Como ir do aeroporto ao centro de Santiago

Dica de restaurante próximo a Concha Y Toro

Um passeio à Valparaíso e Viña Del Mar

Um dia no Valle Nevado

Hospedando em um apartamento em Santiago pelo preço de hostel

 

Compartilhe este artigo!

Comentários

  1. Olá, Poliana!

    Adorei conhecer seu blog e vou colocar link lá no meu, pois sempre gosto de mostrar outras experiências para os leitores.

    Super bem lembrados estes pontos! Já escrevi sobre alguns destes assuntos isoladamente, mas vou fazer um alerta para meus leitores tb. O país é tão legal que, muitas vezes, a gente até esquece destas coisas, mas, especialmente quem viaja com crianças precisa estar prevenido.

    bjs
    Cinthia
    @chilecriancas

    • Exatamente, Cinthia… tem tanta coisa linda que as vezes a gente esquece de falar desses defeitos.

  2. Olá,

    Ainda não conhecia o blog de vocês e achei sensacional.

    Cheguei a ele procurando por dicas sobre Santiago do Chile, onde estarei em um mês, na volta do Tahiti.

    Quando tiverem um tempinho, vejam o http://www.tahitiehaqui.blogspot.com, onde dou dicas de como ir ao paraíso sem virar mendigo…hehe.

    Beijos,
    Andressa

    • Oi, Andressa!
      Obrigada pela visita.
      Tahiti ainda é um sonho para mim. =)
      Entrei no blog e gostei das informações. Imagino que seja um destino bem complicado para se organizar a viagem.

  3. kiko
    21 jul 2013

    Parabens pelo seu trabalho pois é sempre será útil,grande abraço

  4. Lucy
    12 ago 2013

    Foi bom o seu alerta, tem coisas lindas mesmo, mas tem que ter uma paciência extra. É verdade, eu sei bem, ainda predominam umas idéias antiquadas sobre espaço alheio, trabalho e gente, pode ser irritante…

  5. Juliana
    06 jan 2014

    Olá! Acabei de voltar de Santiago e concordo com voce. Em geral, a parte turistica é mais bem cuidada, entretanto, para quem vai com orçamento mais apertado e anda de metro, onibus, se hospeda no centro… A cidade tem pontos fortes e vistas bonitas, mas também tem bastante poluição e sujeira. Outro ponto são os garçons – foram raras as vezes em que fui bem tratada, mesmo restaurantes um pouco mais caros. Enfim, Santiago é bonita, mas é para quem tem grana…

  6. Pingback: Um passeio à Valparaíso e Viña Del Mar

  7. Edival Rodrigues
    21 ago 2014

    Olá estou de viagem marcada para o mês de abril de 2015, entretanto, já estou até pensando em cancelar a viagem, pois a minha esposa leu alguma coisa a respeito de terremotos e está com muito medo. Gostaria de saber se os terremotos ou tremores menores são tão frequentes diariamente, semanalmente…Quais hotéis são os mais seguros, quais andares seria melhor para ficarmos. Quero acalmá-la, pois quero muito conhecer o Chile (Santiago).

  8. Maira Tomaz
    26 ago 2014

    Ah como quero um postal. Agradeço se receber qualquer um dos Beatles. Não tenho deles em minha coleção. Abraços

  9. Julian
    29 dez 2014

    Concordo com você, esperava mais de Santiago. As pessoas não sao tao educadas e gentis la quanto imaginei. Ressalto ainda que a cidade tem uma vida noturna bem ‘devagar’, tanto mais pra quem já conheceu Buenos Aires, essa sim, uma cidaaaaade. No geral, achei Santiago apenas “legal”.

  10. Johaness
    18 mar 2015

    Imagine que voce foi turista, e eu que vivo aqui tem mais de ano e sei que tem coisas piores tipo o transporte publico?

    nao se iluda é um pais atrasado de pessoas atrasadas.

    • johaness
      04 jun 2015

      nao encontrou homens folgados? por onde voce andou entao?
      ou voce é muito velha ou nao faz o tipo deles pois qualquer mulher mais ou menos eles já estao faltando o respeito na cara de pau.

  11. julio César
    21 jun 2015

    Chegamos em Santiago do Chile dia 19/06, às 14:30 estamos no Hotel Park Plaza , na Rua Ricardo Lyon, Hotel antigo, mas charmoso.
    Nesse mesmo dia fomos até um câmbio perto e já fui assaltado, converteram meus lindos Reais em 1×170 pesos, quando a cotação oficial está em 1×203,00

    Tudo bem, no primeiro dia é tudo lindo…
    Dia 20/06 nós levantamos cedo e fomos andando até Plaza das Almas, cerca de 5,3 Km…
    ai foi quando tudo começou, um verdadeiro drama, aos meus 52 anos, já tendo viajado para
    Europa, EUA, e outros países da AL, e nunca fui roubado…
    É uma sensação terrível, me sentir, fraco, vulnerável, beócio, idiota… jogaram um líquido
    parecendo coco de pombo, e fizeram nós tirarmos o casaco, qdo tiramos a mochila , eles levaram tudo nosso.
    Fomos até a polícia e fomos mau recebidos, policiais despreparados, sequer tinha um Wi-Fi na delegacia para acionarmos o busca aplicativo do iPhone para localizarmos o celular e o bandido.
    Contabilizando perdas , perdemos 300.000 pesos, carteira , porta cartões e caneta Mont Blanc , celular iPhone e todos os documentos meu e de minha esposa.
    Chile agora só se for para relatar esse fato terrível em nossas vidas

    • Nossa, Júlio. Que desastre! Obrigada por compartilhar sua experiência. Conseguiu recuperar algo?

  12. Karen
    26 mar 2016

    Olá!
    Lendo todos esses comentários fiquei pensando: Porque não me informei melhor!?
    Estou no Chile e não vejo a hora de ir embora. Não estou gostando de nada aqui. Muita poluição, mau cheiro e barulho noturno. Parece um país decadente, triste, sujo e de pessoas infelizes. Tudo me remete ao passado: músicas, pessoas e arquitetur. Não tem conservação nem limpeza. A comida é horrorosa, nem as de fast food preservam a qualidade. Aqui é a terra do hot dog e do avocado. Suco de uva integral não se acha e vinho não tem em qualquer esquins. Mas o pior é a falta de papel higiênico e papel toalha. Tem que levar na bolsa. Português eles não entendem, mas inglês sim. É muita burrice, já que o Português é bem mais semelhante! Aqui tudo é super valorizado, você paga estacionamento de supermercado e até pra respirar o ar poluído. Bom gente, desculpe a franqueza. Mas o Brasil é Brasil, mesmo com todos os problemas!

  13. Tainá
    18 set 2017

    Me identifiquei com alguns comentários. Estou morando em Valparaíso e também não vejo a hora de voltar. Falta alegria, empolgação, cultura moderna. Bom para visitar, mas para morar eu não recomendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *