O que é que essa Jurerê tem!?

E aí que quando eu pensava em Jurerê, me vinha à cabeça uma praia muito diferente, animada, cheia de gente bonita, elegante e sincera, muito champanhe e outros bons drinks, praia limpa, civilizada e confortáveis esteiras para eu esticar meu corpinho. Não esperava um sol espetacular, porque nem era verão. Fomos no fim de março, um fim de semana antes da semana santa. Mas ó… ou fomos no dia errado ou essa tal Jurerê que pintam por aí não existe.

Praia de Jurerê Internacional

Mansões e carrões? Check! Tem até demais. São casas lindas e maravilhosas. Na verdade, é bom abrir um parêntese aqui e explicar que Jurerê Internacional é um residencial localizado no norte da Ilha de Florianópolis, ao lado da praia de Jurerê Tradicional. É um condomínio, só que não é fechado por muros. Mas no fim de semana que fomos, a região até parecia estar abandonada. Não se via uma alma viva na rua e aquele vazio combinaria melhor com um filme de terror. Para achar alguém para pedir informação na rua, era uma novela. De noite então…

Mas e a praia? Boa, mas não era nada “Uau! Estamos em Jurerê Internacional!”. Fomos no domingo, tinha um sol tímido e não tinha movimento. Achei a faixa de areia pequena e a água não era nada atraente (não preciso dizer que é fria, né?). Tinha apenas alguns restaurantes funcionando e o tal shopping a céu aberto (Jurerê Open Shopping) só tinha o céu aberto, porque o resto…

Praia de Jurerê

Mas e aí que eu vou só reclamar? Não. Lá tem a barraquinha do Baiano, um senhor que vende (e bebe) cerveja, água e refrigerante e ainda distribui simpatia. Mas ainda melhor que a barraca dele é a do Michel, que vende as melhores batidas da região. Com ou sem álcool e com todo tipo de fruta. Aí você pede um copo, ele faz quase um litro e te entrega dois enormes pelo preço de um (R$ 13). Um melhor que o outro.

Barraca do Michel | Praia de Jurerê

Tem também o Taikô, um restaurante legal, com um cardápio muito bom, preço honesto, funcionários atenciosos, comida delícia, bem decorado e com um ambiente super aconchegante. Resumo: recomendo! Já o tão falado Parador P12, onde acontece os grandes shows, estava fechado. 🙁

Restaurante Taikô | Praia de Jurerê

E aí eu pergunto… fui no dia errado ou Jurerê Internacional realmente não tem mais a oferecer?

Informações Adicionais

Gostou deste post? Ele faz parte da série “Florianópolis em um fim de semana“. Não deixe de ler os demais artigos publicados até então 😉

Florianópolis: Ilha do Campeche


Siga o Across the Universe no Twitter: @acrosstheblog

no Instagram: @acrosstheblog

e curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/acrosstheblog

 

5 Comentários para "O que é que essa Jurerê tem!?"

  1. Analice disse:

    Foi no dia errado! Com certeza! A cidade só funciona no verão!

  2. Rodrigo disse:

    Experimenta ir no verão, que você verá a muvuca que é

  3. Rodrigo Santos disse:

    Eu moro aqui. Não venha mesmo, queremos paz.

  4. Poliana disse:

    Com certeza você foi na época errada, nem no dia errado eu diria rsrs nem dia de sol você pegou pelo jeito né
    Fora do verão só vão os que moram na ilha mesmo, poucos turistas, nada de glamuroso. É só um bairro, com praia e seus moradores se banhando.
    Se queres ver os famosos, as badalações, azarações e corpos esculpidos venha no verão.

Deixe seu Comentário

Não deixe de ler a nossa Política de Comentários.**






* Campos de preenchimento obrigatório