Buenos Aires: O reveillon na capital argentina

Buenos Aires para o reveillon é como Goiânia e Belo Horizonte é para o Carnaval. Ou seja, não há muito o que fazer. Os poucos e caros eventos que envolviam a passagem do ano eram feitos exclusivamente para atender os turistas brasileiros. Segundo o que me contaram, argentino mesmo qdo viaja no reveilon é para Mar del Plata, uma cidade do litoral da província de Buenos Aires.

Fazendo outra analogia, Mar del Plata está para os porteños assim como Guarujá está para os paulistanos.. deu pra entender, né? Então, dai os que ficam na cidade passam em casa com a família, enquanto os turistas (90% brasileiros) vão para o Puerto Madero, um bairro novo de Buenos Aires as margens do Rio da Plata.

Neste bairro há vários restaurantes bons e caros, e são nestes restaurantes que rolam as comemorações pela passagem do ano. Lembro de ver e reconhecer o TGI Fridays, o Hooters e a Spetus. Sim! A churrascaria brasileira abriu uma filial por aqui.E neste conglomerado de restaurantes a beira do Rio da Plata acontece um festival pirotécnico que é bonito mas nem de longe parece com o de Copacabana. Gravei uns vídeos mas não vou fazer upload pro YouTube por enquanto prq ficaram enormes e eu tenho que reduzi-los antes de “upar” pra lá.

Mas enfim, foi para Puerto Madero que eu fui, embalado por uns brasileiros que estão hospedados no mesmo hostel/albergue que eu. Foi o único momento em que eu me senti na obrigação de me juntar a eles, pois senão ia passar o ano em algum canto sozinho. Aliás, fazer este tipo de viajem sozinho é uma m**. Um dos motivos de eu ter optado por ficar em albergue e em um quarto coletivo com 6 pessoas, foi o de conhecer gente diferente e aventureira que estivesse disposta a compartilhar alguns roteiros.

Mas o que encontrei foi uma invasão de brasileiros entusiastas que fazem algazarra o tempo todo, colocam música alta e bebem muita cerveja e mais 5 mexicanos que compartilham o mesmo quarto comigo. Esses mexicanos saem pra balada as 22hrs, chegam as 08 da manhã e dormem até as 14hrs. Fala sério!

Os poucos brasileiros que conheci foram uns mineiros. Aliás, não poderia ter sido de outro lugar. Foram os únicos que puxaram algum assunto comigo. Aqui, não muito diferente do que aconteceu quando estive na Venezuela, as pessoas pensam que sou tudo, menos brasileiro. Os próprios brasileiros me abordam falando em inglês ou espanhol. Também um alto, branquelo e que entra mudo e sai calado dos lugares pode ser tudo, menos brasileiro.

Mas voltando a falar dos brasileiros, como fiquei com vergonha por vários deles na passagem do ano novo. Puerto Madero, como disse anteriormente, estava cheio deles por todos os cantos, e ficavam a todo instante fazendo provocações com os argentinos (que nem estavam por lá) com gritos de “Pentacampeão.. Pentacampeão“, cantando hino nacional e o “sou brasileiro com muito orgulho e com muito amor”. Por mais que exista rivalidade entre Brasil x Argentina no futebol, achei de péssimo gosto fazer isso debaixo do nariz deles. E depois dessa viagem, vou pensar duas vezes antes de falar mal de argentino, como é de costume dos brasileiros. Aqui, diferente do que passei na Venezuela, fui muito bem recebido por todos os argentinos que eu tive algum contato. Estou até pensando em comprar uma camisa azul celeste da seleção deles. hehehe!

Enfim, é isso! Já escrevi demais. Estou aproveitando o único lugar que consigo ficar livre do forte calor de Buenos Aires, que é o Mc Donalds do Obelisco, que tem um “aire condicionado” supimpa, além de mesas confortáveis e acesso wi-fi gratuito a Internet.

Fotos

Aff! Não lembro o nome desse maldito prédio 🙁 É na Plaza de Mayo.

Casa Rosada, sede do Gobierno de La Republica Argentina. Aqui a última palavra é de uma mulher =)

Tirei essa foto prq estava morrendo de inveja destes muleques tomando banho em um chafariz da Plaza de Mayo.

A travessia de uma faixa de pedestre na 9 de Julyo. Ao fundo, o Obelisco. =)

Medo! Edir Macedo está expandindo seus negócios a Argentina.

É isso! ¡Hasta Luego! =)

Zarpo Viagens | Aguas Termais
Compartilhe este artigo!

Comentários

  1. Lilian
    29 out 2012

    Gostaria de saber se a maioria dos estabelecimentos comerciais fica fechado mesmo nos dias que antecedem e sucedem o réveillon, Li que há dois feriados na Argentina no fim de ano, além do 1º de janeiro.

    • Lilian,
      no dia 31, já a partir das 15hrs tudo fecha. Mas tudo mesmo!
      Já haviam me alertado e vi as pessoas comprando coisas nos supermercados para cozinhar e preparar o que comer no albergue. Não acreditei e acabei tendo dificuldades de comprar o que comer na noite do dia 31. Digamos que eu tenha quase passado fome.. hehehe!

      Já no dia 01, o comércio fecha, mas vc ainda encontra lugar para comer.

      Não sei desses feriados, qdo fui, cheguei no dia 30/12 e voltei dia 04/01. O único feriado foi o do dia 01 mesmo.

  2. Pingback: Buenos Aires: City Tour de bicicleta com a La Bicicleta Naranja | Across The Universe

  3. Geraldo
    21 jul 2015

    Seria possível vc me dar algumas informações sobre o reveillon em Mar del Plata, ou em Punta del Este (Uruguai) ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *