As regras e normas estúpidas da aviação civil

Acredito que só as regras e normas religiosas (de qualquer religião) me irritem mais do que as impostas pela aviação civil. Isso vale para o mundo, não só para o Brasil.

Quais dados, indicadores e pesquisas científicas que levam a criação delas? Alguém já explodiu um avião com uma bomba líquida dentro de um frasco de filtro solar de volume superior a 100ml?  Alguém já rendeu um piloto e toda a tripulação de uma aeronave com um cortador ou lixa de unha? E chave de fenda? Creio que nem o saudoso MacGyver conseguiria.

Fonte: Jornal da Manhã (SC)

 E os celulares? Quantos aviões cairam por interferência de celulares?

E o mais bizarro, celulares em modo avião interferem em Airbus mas não em Boeings? Pois na GOL é permitido o uso de celulares neste modo, na TAM não. Onde está a coerência? Insano? Muito! E a Ryanair, cia aérea low cost da Europa, consegue ser mais insana obrigando os passageiros a fechar a janela durante o pouso e a decolagem. WTF?

Mas a gota d’água foi no último final de semana quando eu voltava de Recife para Brasília. Fui obrigado a passar minha carteira e meu cartão de embarque no raio-x. Sim, o cartão de embarque! E quando questiono ouço um: “São normas, senhor.” Sim, são normas.. normas estúpidas!

Por que as autoridades reguladoras não investem seu tempo e sua capacidade de encher o saco do já sofrido passageiro para um controle eficaz e seguro na triagem das bagagens, evitando os furtos e extravios? Para isso há dados indicadores de sobra para a implantação de normas. Já parou para pensar quantas vezes você foi abordado no desembarque solicitando a apresentação do tíquete que comprove que aquela bagagem é a sua? Eu não lembro a última vez. Confiam que você é uma pessoa de bem ao recolher a bagagem, mas no embarque você é um terrorista até que prove o contrário.

E que tal também investir tempo na reforma e adequação dos aeroportos que não acompanharam o crescimento da economia do país e nem da aviação comercial?

ANAC? Infraero?

Compartilhe este artigo!

Comentários

  1. Paula
    19 out 2010

    E sem falar que a gente tem muitas vezes de tirar sapatos, cintos, sutians de arame e o escambáu pra poder passar naquela maquininha. Aï, sua bagagem some e volta com um rombo daqueles e ninguém fala nada…

  2. Realmente a maioria dessas regras são bem estúpidas. A Millena, inclusive, sonha em processar alguém por ter tido que passar pelo raio x quase que pelada. Ok, estou exagerando, mas a situação foi sim bem constrangedora.

  3. Rui Oscar Guedes
    01 mar 2012

    …Não há sequer cadeiras confortáveis nos aeroportos. Quanto as bagagens, via de regra faço seguro, principalmente quando levo equipamento de kitesurf.
    Por fim, o raio-x para o cartão de embarque, que já aconteceu comigo inúmeras vezes!!! Quem entende?

  4. Pingback: Testamos o serviço Tam OnAir | Across The Universe

  5. Pingback: Testamos o serviço Tam OnAir | Across The Universe, o blog

  6. Pingback: Testamos o serviço Gol no Ar | Across The Universe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *