Viajar mais gastando menos

Ao contrário do que muita gente imagina, é perfeitamente viável viajar gastando pouco e curtindo o máximo. Foi-se o tempo em que era preciso juntar as economias de um ano inteiro para uma única viagem. Turismo agora é um esporte popular que está cada dia mais próximo da realidade de todos.

Se você sonha em viajar mais frequentemente, descobrir o mundo, ou fazer uma viagem internacional sem pagar uma fortuna, saiba que isso é possível! Se a desculpa for grana, anote algumas dicas que pode ajudar a diminuir os custos das suas próximas viagens.

Planejamento – Essa é a base de todo o processo “turístico-econômico”. Pesquise absolutamente tudo antes, estude todas as possibilidades, colha o máximo de informações, pesquise, pesquise, pesquise. Não estou falando de cotar pacotes em agências. Falo de livros, guias, blogs e sites com dicas de viagens. Existem milhões deles.

Alguns exemplos: Guia Quatro Rodas, Lonely Planet, Aquela Passagem, Melhores Destinos, Viaje na Viagem, os Guias da Folha , Mochileiros, Matraqueando, Viagens para mãos de vaca

Use os sites de busca – Use sites de busca para comparar os preços de passagens, cotar hotéis, garimpar promoções.
Alguns exemplos: Decolar, Submarino Viagens, Booking, Click Hotéis, Expedia Travel, Skyscanner, Priceline, Hostel World

Fique atento as promoções – Não espere que as companhias áreas te liguem contando que vão fazer liquidação das passagens. Esteja atento à internet! Siga todos os perfis no twitter, Facebook e cadastre seu email para receber as newsletters. Essas promoções aparecem quando você menos espera e nos horários mais complicados.

Altere seus padrões de conforto – Infelizmente não dá para combinar hotel 5 estrelas + almoço e jantar nos melhores restaurantes com viagens econômicas. Mas nem por isso você precisa passar fome ou dormir na rodoviária. A questão é: esteja com o espírito preparado para abrir mão de algumas regalias. Lembre-se que quando voltar, terá o aconchego da sua cama e o tempero de mamãe (esse é para quem pode!). Então não custa nada se hospedar e comer em lugares mais simples apenas por uns dias. Isso faz uma diferença enorme no fim das contas.

Corte os souvenirs – Quem foi que inventou essa “tradição” de que quem viaja tem que levar presente para família, amigos, conhecidos, colegas de trabalho? Corte essa besteira da sua vida: a lembrancinha dos amigos pode custar uma próxima viagem. Pense nisso! O mesmo vale para os consumistas. Quem disse que você PRECISA comprar “uma coisinha” em cada canto que você vai? As fotos já são uma bela lembrança!

Viaje em grupo – Muita gente não gosta, nem sempre é agradável, mas não dá para negar que o custo final diminui muito se você negocia valores (seja de hospedagem, passeios, aluguel de carro) para um grupo.

Adiante tudo o que for possível – Não deixe para procurar ou reservar nada quando chegar no local. As vezes você até tem sorte de, por exemplo, encontrar uma pousada que faça um preço melhor “no balcão”. Mas nem sempre isso dá certo! Na dúvida, reserve tudo o quanto antes. Você consegue negociar descontos, evita o desgaste de ficar procurando vagas em hotéis e ingressos para passeios, economiza tempo (e tempo é dinheiro!) e ainda diminui o risco de imprevistos.

Escolha a época certa – Se você tem essa opção, viaje em épocas alternativas. Fuja dos meses de janeiro, fevereiro, julho e dezembro, além dos feriados.


Siga o Across the Universe no Twitter: @acrosstheblog

no Instagram: @acrosstheblog

e curta a nossa fanpage no Facebook: facebook.com/acrosstheblog

 

2 Comentários para "Viajar mais gastando menos"

  1. millenalopes disse:

    Polliana Ribeiro – a rainha da pechincha em viagens, sem dúvida!!!!

  2. Elvira disse:

    Adorei conhecer seu blog. Parabéns!!!

Deixe seu Comentário

Não deixe de ler a nossa Política de Comentários.**






* Campos de preenchimento obrigatório